COTAÇÃO AGORA - LME (London Metal Exchange) Chumbo: Compra R$ - Venda R$
Dólar comerciaL: R$
25 de Janeiro de 2018

Conheça um pouco mais sobre os componentes das baterias chumbo ácido (Pb/H2SO4)

As baterias chumbo ácido (Pb/H2SO4)desenvolvidas pelo físico francês Raymond Gaston Planté‎ em 1859, foram as primeiras criadas para uso comercial.

Atualmente essas baterias são usadas, principalmente, em veículos automotivos, em grandes sistemas de fornecimento de energia elétrica ininterrupta, como nobreaks, dentre outros itens de informática.

Os componentes acumuladores das baterias chumbo ácido (Pb/H2SO4) transformam a energia química em energia elétrica. Eles são constituídos pelos conectores, placas e separadores.

As placas são divididas em positivas e negativas e é onde depositam-se os materiais ativos característicos de cada uma.

Elas são formadas por chumbo (Pb) esponjoso, material ativo da placa negativa, dióxido de chumbo (PbO2), material ativo da placa positiva) e grades.

No Chumbo (Pb) esponjoso utilizam-se tradicionalmente como aditivo lignosulfato ou seus derivados, sulfato de bário (BaSO4) e negro de fumo.

Outro aditivo nesse caso não tão tradicional é o grafite. Ele atua como receptor descarregando a carga mais lentamente sobre o produto da descarga, o sulfato de chumbo (PbSO4), para a recarga.

No dióxido de chumbo PbOa existência de aditivos é conflitiva.

Já as grades são ligas de chumbo (Pb). Elas são os dispositivos que dão suporte aos materiais ativos, com diferentes elementos da Tabela Periódica e cada um destes conferem uma propriedade diferente ao material.

O Estanho (Sn) aumenta a fluidez do fundido para facilitar a injeção no molde durante o processo de fabricação das grades. O Cálcio (Ca) aumenta a resistência mecânica.

Já o Alumínio (Al) é adicionado para inibir a oxidação do Ca nas grades durante o processo de cura das baterias e Prata (Ag) reduz a corrosão das grades durante a ciclagem em períodos curtos e repetidos.

Como pode-se ver as baterias Pb/H2SOdesenvolvidas por Raymond Gaston Planté‎, no século XIX, são dispositivos bem complexos e que ainda são pesquisados e estudados por muitos grupos de pesquisa em todo o mundo.

As baterias contêm chumbo, sendo assim, durante o uso, transporte, manutenção, armazenamento temporário e no descarte das mesmas, alguns cuidados devem ser tomados para que não ocorra vazamento dos materiais, que podem ferir usuários e contaminar o solo, a água e o ar.

Se após o uso essas baterias não forem descartadas corretamente e, posteriormente recicladas, causarão ameaça ambiental significativa.

É neste momento que se destaca o trabalho da Tamarana Tecnologia Ambiental, que atua na industrialização de produtos que contenham chumbo e na logística reversa responsável e sustentável.

Todos os insumos utilizados nestes processos são adquiridos de fornecedores qualificados. Este acompanhamento garante a qualidade no fornecimento de produtos e serviços prestados pela empresa.

Já conhece o nosso facebook? Curta nossa página, acompanhe nosso dia a dia e saiba mais sobre o nosso trabalho.

 Colaboração: Dra. Betânia Santin CRQ 09202541 – P& D da Tamarana Tecnologia Ambiental

COMPARTILHE COM SEUS AMIGOS